JORDAO COOLING SYSTEMS
Parque Industrial - Pavilhão E1 4805-661 Braga Guimarães, Portugal
253470700 +351 253 470 750 geral@jordao.com JORDAO COOLING SYSTEMS
Sr. José Júlio Jordão
15 de junho de 1982
Guimarães
501281835
25
maio,
2021

CONSELHOS PARA UMA REABERTURA DE SUCESSO

Sabe como otimizar os seus equipamentos de refrigeração?

CONSELHOS PARA UMA REABERTURA DE SUCESSO

Fortemente impactados pela pandemia, com o fim das diferentes fases do confinamento, Restaurantes, Pastelarias, Cafés, Áreas de Serviço, …, retomaram as suas atividades “normais”.

Certos da importância deste momento para o sector, a JORDÃO partilha conselhos para uma reabertura de sucesso, cuidados que devem ser adotados como rotina e que visam as boas condições de higiene e de conservação alimentar e o ótimo funcionamento dos equipamentos. Para reduzir custos desnecessários, receber bem os clientes e impulsionar o negócio.


A BOA CONSERVAÇÃO & EXPOSIÇÃO

Produtos bem expostos e em ótimas condições, causam menos perdas e vendem mais.

 

  • Assegurar a temperatura ideal para cada alimento. Abaixo destacam-se as principais categorias de alimentos e respetivas temperaturas de conservação. Deve seguir sempre as orientações das autoridades alimentares e dos produtores alimentares.
    • Congelados -18°… -15 °C
    • Carne -1°… +2 °C
    • Charcutaria -1°… +5 °C
    • Laticínios +2°… +5 °C
    • Pastelaria +3°… +6 °C
    • Fruta e Legumes +6°… +9 °C
    • Chocolates +13°… +15 °C
    • Alimentos quentes +60… +65 °C
  • Verificar regularmente o prazo de validade dos alimentos. Retirar os que se encontrem fora de validade evita riscos de contaminação alimentar e melhorar as condições de higiene e limpeza.
  • Garantir a adequada disposição, quantidade e dimensão dos produtos para não interferir com o sistema de refrigeração/aquecimento. Não obstruir entradas/saídas de ar e respeitar os limites de carga. Um expositor sobrecarregado é menos atrativo, vende menos e consome mais energia.


O MELHOR FUNCIONAMENTO & CONSUMO DE ENERGIA

Para garantir uma temperatura uniforme e adequada, a máxima eficiência  do equipamento e evitar consumos de energia excessivos.

  • Respeitar os limites de carga e não obstruir entradas/saídas de ar. 
  • Não colocar produtos quentes em equipamentos de refrigeração ou de congelação, para além de comprometer a segurança alimentar, aumentará o consumo de energia. Os alimentos devem ser colocados nos equipamentos a uma temperatura o mais aproximada possível da temperatura de funcionamento.
  • No caso de equipamentos com portas, garantir que estas se encontram sempre fechadas, o impacto no consumo é muito significativo. Verifique regularmente os vedantes das portas e, caso seja necessário, proceda à sua substituição.
  • Observar as condições de temperatura e humidade ambiente, geralmente os equipamentos estão aptos para funcionar em locais com uma temperatura ambiente de 25 °C e 60% de humidade relativa. Para condições mais exigentes, devem ser considerados equipamentos de alto desempenho.
  • Respeitar a temperatura recomendada, equipamentos com temperatura abaixo do indicado têm consumos de energia desnecessários e se estiver acima originará perdas de produto.
  • Os equipamentos de refrigeração devem estar afastados de fontes de calor, como fornos ou a luz direta do sol.
  • Não encostar os equipamentos à parede e não bloquear as grelhas de saída de ar, garantir o bom arejamento da unidade de condensação.
  • Fechar as cortinas noturnas fora do período de funcionamento da loja.
  • Desligar a iluminação fora do período de funcionamento da loja.


A MELHOR HIGIENE & MANUTENÇÃO
Operações de limpeza regulares são fundamentais para a saúde dos equipamentos, dos clientes e do negócio.

  • Antes de iniciar a limpeza, retirar todos os alimentos e resíduos de dentro do equipamento.
  • Limpar o equipamento com um pano ou esponja suaves e humedecidos. Usar apenas água morna e detergentes neutros, não abrasivos.
    • Não ensopar o pano ou a esponja
    • Não usar jatos de água ou água direta nos equipamentos.
    • Não usar solventes, nem diluentes.
    • Não usar utensílios afiados.
    • Não usar esfregões de aço, escovas de aço, raspadores ou produtos com cloretos
  • Depois de bem limpo, garantir que todas as superfícies ficam bem secas, e deste modo minimizar riscos para a segurança alimentar.
  • Não esquecer de limpar o condensador, usar um jato de ar, uma escova seca ou um aspirador com escova suave e, com movimentos para cima e para baixo, remover qualquer poeira ou cotão que esteja depositado. Um condensador sujo retira eficiência ao equipamento, podendo aumentar o consumo de energia em mais de 20%.


Consulte o Manual de Utilizador do seu equipamento e siga as orientações.
Para qualquer esclarecimento adicional, contacte-nos. Estamos aqui para ajudar!

Precisa de ajuda?

FacebookInstagramPinterestYoutubeLinkedin